top of page
  • Foto do escritorAlex Teleginski

A luta continua...

Atualizado: 4 de out. de 2022

A enfermagem não vai parar enquanto o piso não for implementado



O dia 21 de setembro foi memorável em todo o País para a enfermagem Brasileira. Reunida em atos de paralisações e mobilizações ao longo do dia, os profissionais da enfermagem, reivindicam a implementação imediata do piso de acordo com a Lei 14.434/2022, suspensa em agosto pelo STF a pedido da entidade patronal, Confederação Nacional da Saúde (CNS). Desde às 05h da manhã, as entidades que representam o Fórum Estadual da Enfermagem, estiveram reunidos em piquetes da greve nos hospitais da rede privada, organizando o grande ato de concentração na Boca Maldita com o encontro de toda a categoria após passeata, entregando materiais e carta aberta à população, explicando a atual situação vivida pena enfermagem e pedindo apoio, também fazendo visitas e mobilizando a classe nos locais de trabalho.


Mas a luta não para, o SINDESC que participa do Fórum Nacional da Enfermagem e pertence também do Fórum Estadual da Enfermagem, irá continuar sua jornada de lutas até que a Lei 14.434/2022 do Piso Nacional da Enfermagem, seja realidade nos contracheques da categoria. Esta não é uma luta apenas local, é Judicial, é Federal. Após as manifestações que ocorreram no Brasil no dia 21, a perspectiva é que o Ministro Roberto Barroso retire esta liminar e o Piso seja implementado imediatamente para o setor privado. Para o setor público, que também seja aplicado este piso, considerando que algumas prefeituras já implantaram o piso e não voltaram atrás mesmo diante da liminar concedida. Após toda esta pressão do dia 21, esperamos obter avanços no Congresso Nacional, no Governo e no Supremo Tribunal Federal. As fontes de financiamento já foram pautadas no Congresso desde fevereiro deste ano, o custeio existe, o que falta é a vontade política. Mas a nossa vontade de vencer é ainda maior e não vamos parar até tornar este piso realidade no bolso do trabalhador.


As entidades representativas da categoria irão informar quais serão os próximos passos desta luta. A enfermagem deve manter a mobilização nas redes sociais com as # #DerrubaVeto #Pisodaenfermagemjá enviar mensagens ao Rodrigo Pacheco, Ministro Paulo Guedes e divulgar intensamente toda nossa mobilização, nossa greve para que eles agilizem nossa situação.





109 visualizações0 comentário
bottom of page