SINDESC acompanha encaminhamentos sobre emendas ao PL 2564/20

Na última semana, a senadora Eliziane Gama (Cidadania/MA) apresentou uma emenda ao PL 2564/2020, que define a jornada de 30h e o piso salarial nacional para a Enfermagem.

Apesar do texto da senadora reduzir substancialmente os valores sugeridos na proposta original, formulada pelo senador Fábio Contarato (Rede/ES), e estar abaixo da média de pagamento atualmente vigente em muitas partes do país, nossa categoria entende que neste momento, o fundamental é que a proposta seja votada.

No entanto, para que a proposta de Eliziane Gama seja apreciada – assim como as demais emendas à PEC-, o PL 2564/2020 precisa ser colocado em votação no Senado, preferencialmente em regime de urgência.

Salientando que essa é a prioridade máxima atual, o SINDESC reafirma seu compromisso com a defesa dos direitos dos trabalhadores da saúde e segue em luta por novas conquistas.

Nesta quarta-feira (06), o sindicato acompanha a partir confederações CNTS e CNTSS a reunião com a senadora Eliziane Gama e demais entidades sindicais nacionais da enfermagem sobre os próximos passos da PL 2564/20.

Os valores originais e os da Emenda

Apesar de acatar a demanda histórica da categoria pela jornada de 30 horas semanais, a Emenda da senadora Eliziane Gama reduz o valor do piso salarial nacional de R$ 7.315, como proposto originalmente, para R$ 4.750 – técnicos de Enfermagem ficariam com piso de 70% e auxiliares de Enfermagem e parteiras com 50% desse valor.

No Paraná, a maioria da categoria decidiu que o sindicato deve se mobilizar pela aprovação da emenda com a redução.

A categoria e o SINDESC permanecerão mobilizados e atentos para que a Enfermagem seja respeitada e valorizada, e que prevaleça aquilo que for melhor para os trabalhadores.

Fonte: SINDESC

Posts recomendados