Sábado (24) terá novas mobilizações contra as barbáries do governo Bolsonaro

chamada-ato-24Julho-SindescNo próximo sábado (24), novas mobilizações serão realizadas em centenas de cidades brasileiras contra as barbáries do governo de Jair Bolsonaro.

Em Curitiba-PR, o protesto terá início às 15h, na Praça Santos Andrade.

O SINDESC tem participado ativamente, junto a diversas entidades sindicais e movimentos sociais do Paraná, em uma grande frente em defesa da vida, dos empregos e dos direitos da população.

No dia, será obrigatória a utilização de máscara de proteção (de preferência, do modelo PFF2), álcool em gel 70%, e o respeito ao distanciamento entre os demais participantes.

A onda de manifestações teve início em maio, e se intensificou após as denúncias de corrupção envolvendo sua gestão em diversos esquemas de compra superfaturada de vacinas contra a Covid-19.

Além da responsabilização do presidente, considerado o pior mandatário do planeta na condução da crise sanitária e responsável pela imensa maioria das mortes por Covid-19 no Brasil, a mobilização cobra o retorno do pagamento de auxílio emergencial de no mínimo R$600; a ampliação da campanha de vacinação no país (atrasada por escolhas do próprio governo, que deixou de comprar vacinas enquanto dava preferência às negociações escusas e ao pagamento de imunizantes mais caros como uso de intermediários); e denuncia a fome e o desemprego.

Atualmente, o Brasil está prestes de atingir a marca de 550 mil mortes pela doença, sendo que pelo menos 400 mil poderiam ter sido evitadas se o presidente da República tivesse priorizado agido de forma responsável em vez de contribuir para a propagação da doença.

Junto a isso, a incompetência do governo agravou a crise econômica e política, que já vinha se arrastando antes mesmo da pandemia chegar ao país.

Os profissionais de saúde estão entre os trabalhadores mais afetados pela pandemia, tanto física quanto mentalmente. Em todo o país, mais de 800 profissionais da Enfermagem já morreram em decorrência da Covid-19, 160 só no Paraná.

Neste sentido, a mobilização constante e organizada da categoria é a única saída, porque o presidente se tornou uma ameaça maior do que o próprio vírus.
No sábado, sairemos às ruas em nome da vida.

O quê? Ato “Fora Bolsonaro” em Curitiba-PR
Onde: Praça Santos Andrade
Quando: 24 de julho (sábado), 15h
Importante: Use máscara PFF2 e álcool gel 70%. Respeite o distanciamento.

Fonte: SINDESC

Posts recomendados