Pedido de votação do PL do Piso Nacional de Enfermagem é protocolado para o presidente do Senado

Mais um passo na luta pela aprovação do Projeto de Lei 2.564/2020, que estabelece o piso nacional e a jornada semanal de 30 horas para profissionais da Enfermagem, foi dado nesta semana.

Na tarde da última segunda-feira (7 de junho), o Fórum Nacional da Enfermagem, por meio de sua primeira coordenadora, Neusa Freitas, protocolou, no escritório de apoio do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (MG), o pedido para que o PL seja colocado em votação em caráter emergencial.

O SINDESC é um dos componentes do Fórum por meio da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Seguridade Social (CNTSS). Também estiveram presentes no ato, representantes do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen).


Piso salarial e 30 horas já!

Além de estabelecer a jornada em acordo com o que recomenda a Organização Mundial da Saúde (o Brasil é um dos pouco países onde profissionais da Enfermagem trabalham 40 ou mais horas por semana), o PL estabelece piso mínimo de R$ 7.315 para enfermeiros, R$ 5.320 para técnicos e R$ 3.657,50 para auxiliares de enfermagem.

A proposta enfrenta resistência especialmente de grupos de empresários da Saúde privada, que frequentemente tentam convencer o presidente do Senado a não colocar o PL em pauta.

Enquanto isso, nossa categoria segue se arriscando e salvando vidas em todo o país em meio ao descontrole da pandemia de Covid-19. Por isso, a aprovação do PL, que é uma reivindicação histórica do SINDESC, ganha um caráter ainda mais emergencial e deve ser tratado com prioridade pelo Senado.

Posts recentes