Conquista do Sindesc garante afastamento de trabalhadores em grupo de risco na Funpar

Em ação movida pelo setor jurídico do Sindesc, o Tribunal Regional do Trabalho (TRT-PR) determinou que trabalhadores da Fundação da Universidade Federal do Paraná para o Desenvolvimento da Ciência, Tecnologia e da Cultura (Funpar), que se enquadram nas característica de grupo de risco estabelecidas pelo Ministério da Saúde, sejam afastados de atividades diretamente relacionados à Covid-19.

A determinação do TRT-PR prevê que para evitar prejuízos maiores ao sistema de saúde para atendimento à população, os profissionais poderão ser transferidos para atividades nas quais não tenham contato com pacientes suspeitos ou confirmados com o novo Coronavírus.

Caso não cumpra a ordem, a Funpar será multada em R$ 1.000,00 por dia e por trabalhador.

Segundo o MEC, as condições de risco envolvendo a pandemia do novo Coronavírus são:

  • Idade igual ou superior a 60 anos
  • Cardiopatias graves ou descompensados (insuficiência cardíaca, cardiopatia isquêmica)
  • Pneumopatias graves ou descompensados (asma moderada/grave, DPOC)
  • Imunodepressão
  • Doenças renais crônicas em estágio avançado (graus 3, 4 e 5)
  • Diabetes mellitus, conforme juízo clínico
  • Doenças cromossômicas com estado de fragilidade imunológica
  • Gestação de alto risco

 

Nossa prioridade é a vida!

Em tempos de constantes perdas de direitos, é fundamental ter o apoio de um sindicato forte, que defenda o bem-estar do trabalhador. O Sindesc tem atuado firmemente para proteger a vida dos profissionais da saúde.

Em caso de denúncias, envie um e-mail para sindesc@sindescsaude.com.br ou ligue para o número (41) 3222-8512.

 

Fonte: Sindesc

Posts recentes